Ensino de Língua Inglesa para a Educação Infantil

O curso proporciona uma abordagem educacional abrangente, incentivando a criatividade e análise crítica dos alunos para resolver problemas. A integração entre teoria e prática é enfatizada, desenvolvendo habilidades pedagógicas sólidas. Além disso, o curso capacita os estudantes a dominarem a Língua Inglesa como ferramenta de trabalho essencial no contexto educacional contemporâneo.

Com foco no ensino de uma segunda língua para crianças de 0 a 6 anos, o currículo oferece metodologias específicas para preparar os alunos para se tornarem educadores eficientes e qualificados nessa área.

Carga Horária: 360h

Periodicidade: Duração média de 12 meses

Modalidade EAD

Curso reconhecido pelo MEC

Garanta a sua vaga

Desconto do 40% com o código

CULTPHORTE

Oferta de lançamento!

23/03/2024

Inscrição: R$ 250,00

Mensalidade: 24 x R$ 263,00

Antes 24 x R$ 437,00. Agora R$ 263,00

Mensalidade: 18 x R$ 343,00

Antes 18 x R$ 571,00. Agora R$ 343,00

Mensalidade: 12 x R$ 489,00

Antes 12 x R$ 815,00. Agora R$ 489,00

Dias
Horas
Minutos
Segundos
Apresentação do curso

Torne-se um especialista no ensino de Língua Inglesa para crianças de 0 a 6 anos com a pós-graduação EAD “Ensino de Língua Inglesa para Educação Infantil” da Faculdade Phorte. Suprindo a demanda por profissionais qualificados nessa área, o curso capacita você a facilitar o aprendizado, auxiliar em distúrbios de aprendizagem e contribuir de forma interdisciplinar para o currículo escolar.

Com reconhecimento da Braz-Tesol e parceria com a renomada Bridge Linguate de Denver – EUA, credenciada pelo Ministério de Educação dos Estados Unidos, você garantirá uma formação de sucesso.

Objetivo do curso

A pós-graduação em “Ensino de Língua Inglesa para a Educação Infantil” capacita o aluno para se tornar um profissional qualificado no ensino de língua inglesa para crianças. O curso garante o aprimoramento dos conhecimentos linguísticos e o desenvolvimento de habilidades específicas para o ensino infantil.

Ao concluir a pós-graduação, o aluno estará legalmente habilitado para atuar em instituições públicas ou privadas de Educação Infantil, escolas bilíngues e escolas de idiomas.

Público-Alvo
  • Portadores de diplomas de graduação emitidos por instituições reconhecidas pelo MEC, graduados em Letras ou em qualquer outra área, com conhecimentos sólidos de língua inglesa, que desejam se especializar no ensino da língua inglesa para a Educação Infantil.
  • Professores de Língua Inglesa que atuam na rede regular de ensino público e privado.
  • Professores de cursos de idiomas.
  • Alunos e ex-alunos do curso de pós-graduação em Ensino de Língua Inglesa que buscam aprimorar ainda mais seus conhecimentos e habilidades na área.
Você vai aprender sobre o quê?

Tempos verbais e phrasal verbs: Será realizada uma revisão da conjugação verbal, uso e comparação dos tempos verbais, com foco nos tempos perfeitos e formas de expressar o futuro. Além disso, serão abordados os principais erros cometidos por estudantes de inglês como segunda língua e serão realizados exercícios de conjugação em sala de aula. Os phrasal verbs também serão explorados, incluindo sua origem, lógica, uso e dicas para ensiná-los aos alunos brasileiros.

 

Preposições e conjunções: Estudo das principais características e uso das preposições na língua inglesa. Análise das diferenças gramaticais, lexicais, morfossintáticas e estilísticas entre o português e o inglês.

 

Diferenças entre sintagmas nominais em inglês e português para alunos de nível avançado. Exploração dos modelos de língua escrita através da análise do uso de conjunções, verbos modais e expressões idiomáticas.

Vocabulário dos países de língua inglesa: Exploração das variações do inglês falado pelo mundo, estudo de regionalismos e diferenças de vocabulário entre países anglo-saxões. Realização de exercícios para aprimorar a aquisição de vocabulário. Abordagem da linguagem especializada e estudo de diferentes áreas temáticas.

 

Exercícios de aquisição e registros: Análise das características da língua inglesa e dos diferentes registros linguísticos (coloquial, vulgar, formal, etc.), busca por equivalências. Estudo das principais expressões idiomáticas e provérbios.

Conhecimento do universo infantil e princípios do ensino de inglês para crianças. Compreensão de como a criança aprende, explorando as teorias de Piaget, Vygotsky e Brunner. Habilidades de gerenciamento de turma, estabelecendo rotinas e mantendo a atenção das crianças. Utilização de músicas e canções como recursos didáticos. Estratégias para trabalhar com fantoches e flashcards. Contação de histórias em inglês. Planejamento e preparação de aulas eficazes.

Estudo da avaliação como ferramenta essencial para o planejamento e acompanhamento das práticas educativas. Exploração das diferentes concepções de avaliação e sua aplicação na prática. Análise dos procedimentos e instrumentos de avaliação da aprendizagem da língua inglesa com crianças. Abordagem da relação entre escola e família, incluindo estratégias de comunicação e discussão dos resultados das avaliações com os familiares.

Nesta disciplina, o foco está no estudo do conceito de educação linguística e educação bilíngue, dentro da perspectiva das teorias curriculares para o ensino de línguas na educação infantil. Analisa-se a atual legislação brasileira, que apresenta lacunas e ausências em termos de políticas públicas e orientações curriculares específicas para o ensino de línguas adicionais nessa etapa. Para suprir essa lacuna, são explorados currículos estrangeiros e escolas bilíngues no Brasil que se dedicam ao ensino de crianças em fase de aquisição de linguagem. Além da teoria, são analisadas práticas e modelos de gestão de escolas e cursos de idiomas. Também é feita uma reflexão sobre o planejamento de aulas e sua implementação na prática em sala de aula da educação infantil.

A disciplina tem como objetivo central o estudo, análise, crítica e reformulação de materiais didáticos para o ensino de língua inglesa na educação infantil. O objetivo é capacitar os professores de inglês a refletirem sobre o uso dos recursos disponíveis, bem como prepará-los para produzir seu próprio material didático, de modo a atender às necessidades e características específicas de seus alunos. Além disso, busca-se desenvolver a capacidade de criar materiais autênticos para o ensino de línguas, seja em ambientes de ensino à distância, em salas de aula com grupos de alunos na educação pública ou privada, considerando a disponibilidade ou não de recursos institucionais, bem como em aulas particulares.

A disciplina aborda a organização da rotina diária na sala de aula, explorando as ferramentas disponíveis para o ensino e aprendizagem do idioma. Também é discutido o uso de exposição e decoração na sala de aula como estratégias para facilitar a memorização de vocabulário e expressões pelas crianças. Além disso, são analisadas as diferenças na postura do professor de línguas, destacando o que é funcional e o que não deve ocorrer em sala de aula. Há uma reflexão sobre o papel do professor, não apenas no ensino, mas também na exposição de ferramentas e na estruturação da sala de aula, buscando atender efetivamente às necessidades e características específicas dos alunos.

Análise e discussão sobre a língua inglesa na formação e prática profissional do professor. Abordagem contextualizada do desenvolvimento humano e cultural, com ênfase no prazer pela aprendizagem. Utilização de dinâmicas de jogos e atividades lúdicas como recursos para fortalecer o processo de ensino-aprendizagem. Exploração do recreio dirigido como prática pedagógica e educativa. Enfoque no uso do inglês fora da sala de aula, aproveitando todos os espaços da escola como recursos para ensinar o idioma. Discussão sobre a competitividade entre as crianças e a importância da frustração no desenvolvimento emocional. Valorização de brinquedos, jogos e dinâmicas na aquisição da segunda língua. Prática de criação de jogos, atividades lúdicas, música, vídeo e criatividade com histórias para o aprendizado de inglês. Reconhecimento dos espaços e regras na escola e compreensão da cultura lúdica como parte da cultura infantil. Investigação da memória em relação a jogos, brincadeiras e brinquedos. A disciplina envolverá aulas teórico-práticas, com exposições, diálogos, dinâmicas de grupo, apresentação de vídeos e vivências.

Nova pedagogia para o século 21, com foco nas habilidades essenciais do século 21 - as quatro C's (colaboração, criatividade, comunicação e pensamento crítico). Exploração da aprendizagem ubíqua e do m-learning (aprendizagem móvel). Utilização de metodologias ativas que envolvem os alunos ativamente no processo de aprendizagem. Desenvolvimento de competências socioemocionais e práticas de mindfulness. Equilíbrio entre habilidades manuais e digitais. Promoção da cidadania digital e do multi letramento. Ênfase no bilinguismo e no uso do inglês como meio de instrução. Personalização, diferenciação e individualização do ensino. Utilização de realidade virtual e realidade aumentada no ensino de línguas estrangeiras. Abordagem baseada em competências e conteúdo, com enfoque em projetos e jogos. Integração da gamificação na educação. Inclusão e educação inclusiva. Uso de avaliação formativa e ferramentas digitais de avaliação.

O ensino de uma língua adicional na Educação Infantil é construído por meio das interações, relações e práticas cotidianas vivenciadas pelas crianças, explorando a brincadeira, a imaginação, a observação e a experimentação. Serão abordados os conceitos de Aprendizagem Significativa, as Atitudes Facilitadoras do professor e suas implicações na prática educativa. Também será enfatizada a importância do componente afetivo no processo de ensino-aprendizagem.

O foco principal é a formação da inteligência na criança e sua influência no desenvolvimento de sua conduta e estruturas mentais. Serão explorados os estágios reflexivos, operações abstratas e domínio intelectual. Os diferentes tipos de inteligência serão examinados, analisados e discutidos, assim como as diversas abordagens de ensino do idioma, visando garantir que todos os indivíduos sejam capazes de aprender.

Introdução à Psicologia como ciência: histórico, objetos e métodos. O papel das interações sociais no contexto educacional e a importância do professor. Estudo do desenvolvimento e aprendizagem na infância. Contribuições da Psicologia na prática escolar e compreensão do fracasso escolar. Abordagem da indisciplina: estratégias para lidar com ela, suas causas em sala de aula e a participação da família na vida escolar.

Compreender que o processo de construção do conhecimento envolve o equilíbrio das estruturas mentais de acordo com a modalidade de aprendizagem do sujeito. Estudo dos principais conceitos e terminologias relacionados às deficiências, incluindo a história e o reconhecimento das diferentes deficiências. Análise da legislação e documentos relacionados à educação inclusiva. Abordagem da educação inclusiva para pessoas com deficiência visual, auditiva/surdez, intelectual, TEA (Transtorno do Espectro do Autista), deficiência física, deficiência múltipla, surdocegueira e para pessoas com altas habilidades/superdotados. Exploração de estratégias para o ensino de língua de forma acessível aos alunos com deficiência na escola inclusiva.

Conheça os professores do curso

Amanda Lambert

Pós-graduada em Psicopedagogia e Neurociências pela Universidade Paulista. Professora de Língua Inglesa há 9 anos, possui certificação TEFL (Teaching English as a Foreign Language) pela Bridge Education, experiência em escola de idiomas, aulas particulares e coordenação pedagógica. Atualmente se dedica à criação de cursos para professores, consultoria e coordenação pedagógica, ensino de língua inglesa para turmas regulares e alunos particulares, e produção de conteúdo em redes sociais.

Andreia Fernandes

Mestra em Educação pela Universidade Católica de Petrópolis (UCP-RJ). Especialista em Neurociência pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Graduada e licenciada em Comunicação Social também pela UFRJ. Professora de inglês na Secretaria Estadual de Educação e coordenadora de treinamento no Edify.

Kristina Speakes

Mestre em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) e em English Language and Linguistics pela University of Arizona (EUA). Professora de Língua Inglesa. Experiência em trabalho de currículos e legislação para educação bilíngue.

Jane Godwin Coury

Jane Godwin Coury

Mestra em Linguística aplicada e TESOL pela Leicester University (Reino Unido). Experiência em revisão e versão em inglês para publicação de artigos acadêmicos em ciências exatas e humanas em revistas científicas internacionais e congressos. Revisora de revistas acadêmicas, professora e autora dos livros “Exercícios para falar melhor em inglês – Speaking Activities”, “Four Short Stories to Use in the ELT Classroom” e co-autora de “Help! Preciso de atividades para minhas aulas”.

Otto Ferreira

Graduado em Letras – Inglês pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), pós-graduado em Linguagem Musical, Psicopedagogia Institucional e Gestão Escolar pela Unoeste. Professor de inglês para crianças em escolas da rede privada em Londrina e criador do projeto Inglês Musical. Atualmente, é aluno de Mestrado em Estudos da Linguagem na UEL e pesquisa acerca de metodologias para ensino de inglês e música para alunos de inclusão desde 2015.

Stephan Hughes

Stephan Hughes é doutorando em Linguística Aplicada pela PUC-SP, mestre em Linguística Teórica pela UFRJ, especialista em Ensino a Distância pelo SENAC-RJ e em Coaching e Liderança pela UCDB, pós-graduando em Educação Cognitiva: Gestão da Aprendizagem Mediada pela Estácio e graduado em Letras Português-Inglês pela UFRJ. É professor adjunto nos cursos de pós-graduação de Ensino de Língua Inglesa, Tradução em Inglês, Tradução Audiovisual e Literaturas em Língua Inglesa ofertados pelo grupo Cult Idiomas. Natural de Trinidad e Tobago, reside na cidade de Rio de Janeiro há vinte cinco anos.

Juliana Tonelli (UEL, professora convidada)

Mestra e doutora em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Tem estágio de pós-doutorado em Didática das Línguas pela Universidade de Genebra UNIGE (2013) onde desenvolveu estudos sobre a sensibilização à compreensão e produção de textos escritos no ensino e aprendizagem de inglês em crianças; na UNB (2018) quando investigou o letramento em avaliação da aprendizagem de línguas por crianças e na UNEMAT (2019). Atuou como professora de inglês em uma escola bilíngue e como professora e coordenadora da área de Língua Inglesa na rede particular de ensino na cidade de Londrina. Possui especial interesse nas práticas de sala de aula e de formação de professores de línguas adicionais em contexto de estágio, de iniciação à docência e formação docente no âmbito das políticas públicas voltadas à contextos (in)explorados tais como o ensino e aprendizagem de línguas adicionais nos anos iniciais de escolarização; práticas interacionais e discursivas em contextos escolares multilíngues e a alunos com necessidades educacionais específicas.

Bruna Perez

Graduada em Letras pela UNIMESP e pós-graduada em Ensino de língua inglesa e Uso de Novas Tecnologias pela Estácio. É professora de inglês como segunda língua desde 2004. Foi coordenadora pedagógica de duas grandes escolas de idiomas por mais de 10 anos e, como professora, tem experiência com colégios regulares e bilíngues desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, aulas particulares, cursos de idiomas e preparatórios para concursos e vestibulares. Atualmente é professora e coordenadora pedagógica no Colégio Super Humanos e também faz parte da equipe de coordenação dos cursos de Pós-Graduação em Ensino de Línguas e Tradução da CULT (Central Universitária de Língua e Tradução), onde cria materiais, organiza eventos e trabalha na construção da formação continuada para professores e tradutores.

Conheça a equipe da coordenação
Jose luis sanchez

José Luis Sánchez

Coordenador dos cursos de pós-graduação em Ensino, Tradução e Literatura, de Inglês e Espanhol, da Estácio. Doutor em Filologia Portuguesa pela Universidade de Barcelona (Espanha) e em Teoria da Tradução pela Universidade Autônoma de Barcelona (UAB-Espanha). Graduado em Tradução e Interpretação pela Universidade de Barcelona (Espanha). Tradutor de Cervantes, Machado de Assis, Lima Barreto, José de Alencar, Clarice Lispector, Vinícius de Moraes e Lygia Fagundes Telles. Autor-diretor de cinco dicionários.

Meritxell Almarza

Meritxell Almarza

Coordenadora dos cursos de pós-graduação em Ensino, Tradução e Literatura, de Inglês e Espanhol, da Estácio. Mestre em Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio) e em Editoração Global em Espanhol pela Universidade Pompeu Fabra de Barcelona (Espanha). Graduada em Tradução e Interpretação pela Universidade Pompeu Fabra de Barcelona (Espanha). Tradutora e revisora, no par ES-PT e PT-ES, para o mercado editorial e o jornal El País, além de coordenadora de dicionários bilíngues.